Notícias

30383773154_97e89065c6_h.jpg

Premiados 22ª edição

Os ven­ce­do­res da XXII edi­ção dos Cami­nhos Film Fes­ti­val, já foram anun­ci­a­dos e os fil­mes Zeus de Paulo Filipe Mon­teiro e Car­tas de Guerra de Ivo M. Fer­reira são os que arre­ca­dam mais pré­mios. O Grande Pré­mio do Fes­ti­val Por­tu­gal Sou Eu, foi atri­buído a Cha­tear-me ia mor­rer tão jove­eem…, de Filipe Abran­ches. A ceri­mó­nia de entrega de pré­mios acon­te­ceu no dia 26 de novem­bro às 21h45 no Tea­tro Aca­dé­mico de Gil Vicente.

saber mais

vlcsnap-00001.png

SOBRE OLIVEIRA & BOTELHO

Manoel de Oli­veira tem sido con­si­de­rado pelos seus pares como um dos gran­des Mes­tres do cinema. Aos seus 73, como jeito de registo cine­ma­to­grá­fico da dor, memo­riza a sua casa, o aban­dono do mate­rial e a perda da esta­bi­li­dade para um novo ponto de par­tida exis­ten­cial. Ape­sar de pare­cer algo total­mente nefasto se olhado super­fi­ci­al­mente, repre­sen­tou um marco na sua car­reira, a influên­cia da busca pelo real que pode ser fic­ci­o­nado, a refe­rên­cia e amor pela arte de forma trans­ver­sal (não são raras as refe­rên­cias a Agus­tina, por exem­plo) expressa pela pelí­cula.

saber mais

15194588198_b6a60073ef_k.jpg

Cerimónia de Encerramento

Os Cami­nhos esten­dem a pas­sa­deira ver­me­lha no dia 26 pelas 21h45 no TAGV para conhe­cer os gran­des ven­ce­do­res da sele­ção cami­nhos e da sele­ção ensaios. Esta última ses­são é o cul­mi­nar de 8 dias de fes­ti­val, onde o público fica a conhe­cer ofi­ci­al­mente todos os ven­ce­do­res das mais diver­sas cate­go­rias apre­ci­a­das pelos diver­sos gru­pos de jura­dos desta edi­ção.

saber mais

Photo-2-stillkako2.jpg

Apontamentos da Selecção Caminhos II

Há uns anos quando Kia­ros­tami nos mos­trou o público de Shi­rin, ficá­mos com uma visão dife­rente daquilo que era cinema e espec­ta­dor, do que era a catarse e o sen­ti­mento expresso na face daquele que se isola acom­pa­nhado na sala de pro­jec­ção. André Gil da Mata con­se­gue ir mais longe, indo até à sala de pro­jec­ção mos­trando-nos Sena e o seu quo­ti­di­ano de pro­je­ci­o­nista jugos­lava, com o amor pelo cinema e pela memó­ria colec­tiva da arte cine­ma­to­grá­fica com o pre­texto e metá­fora de Eva Ras.

saber mais

Photo-1-Captura_de_ecra_2016-05-5_as_01.27.18.jpg

Apontamentos da Selecção Caminhos

A XXII Edi­ção dos Cami­nhos já se encon­tra a meio e muito do melhor do nosso cinema já foi pro­jec­tado em grande tela. A gala de aber­tura, no Mos­teiro Santa Clara-a-Nova, foi com­posta por um cres­cendo cine­ma­to­grá­fico. O cinema é feito, ide­al­mente, para mui­tos. Vari­a­dos são os espec­ta­do­res e os seus gos­tos, tendo a ses­são de aber­tura repre­sen­tado uma mos­tra da pos­si­bi­li­dade de cri­a­ção de fil­mes: um for­mato aca­dé­mico, de ani­ma­ção e de grande pro­du­ção.

saber mais

vlcsnap-2016-11-22-09h28m39s566.jpg

Depois do Adeus

Momen­tos SP foi uma ses­são espe­cial dedi­cada à série por­tu­guesa Depois do Adeus’ de Patrí­cia Sequeira e Sér­gio Gra­ci­ano. Neste epi­só­dio vemos uma famí­lia que, após a queda da dita­dura do Estado Novo em 1975, se vê obri­gada a regres­sar a Por­tu­gal e a aban­do­nar a vida em Angola após uma vaga de vio­lên­cia se aba­ter no país depois do anún­cio da inde­pen­dên­cia.

saber mais

IMG_0292-e1479645612462.jpg

Discurso de Abertura

Encon­tramo-nos na aber­tura da XXII Edi­ção do Fes­ti­val Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês, este ano no Mos­teiro de Santa Clara a Nova, como marca da união entre o nosso fes­ti­val e a his­tó­ria cul­tu­ral da cidade de Coim­bra.

Ape­sar de todas as difi­cul­da­des que sem­pre mar­cam a orga­ni­za­ção de um evento como este, foi con­se­guida inau­gu­rar mais uma edi­ção gra­ças ao cons­tante apoio da nossa orga­ni­za­ção e par­cei­ros.

saber mais