Pedro Azevedo

Pedro Azevedo Efeitos Visuais - Colour Grading

Tem Bacharelato em Tecnologia da Comunicação Audiovisual, pelo Instituto Politécnico do Porto (2000) e uma Pós-Graduação em Direção de Fotografia Cinematográfica, pela Escola Superior de Cinema i Audiovisuals de Catalunya - UB Universidade de Barcelona (2002). O seu percurso profissional na área do audiovisual começa no ano de 2002 e conta, até ao presente, com inúmeros trabalhos na Direção de Fotografia de curtas e longas-metragens, publicidade e videoclipes musicais.


Desen­volve tam­bém, para­le­la­mente, uma ati­vi­dade de cri­a­ção artís­tica indi­vi­dual na área do vídeo e filme expe­ri­men­tal, onde somou impor­tan­tes pre­sen­ças em fes­ti­vais naci­o­nais e inter­na­ci­o­nais, tendo o seu tra­ba­lho Who’s There? ganho o Con­curso Naci­o­nal Jovens Cri­a­do­res (2002) e sido sele­ci­o­nado para inte­grar a mos­tra Vide­o­cos­mos, pro­mo­vida pela Bie­nal de Jovens Cri­a­do­res da Europa do Medi­ter­râ­neo, na Bie­nal de Veneza (2003).

Em 2005, des­taca-se, entre outros, a sua pri­meira Dire­ção de Foto­gra­fia na longa-metra­gem Sui­cí­dio enco­men­dado, de Artur Serra Araújo.
Desde 2007 que divide a sua ati­vi­dade pro­fis­si­o­nal entre Madrid, Porto e Lis­boa, apos­tando na sua car­reira pro­fis­si­o­nal, como Dire­tor de Fotografia.
O ano de 2013 marca o regresso à rea­li­za­ção de cinema expe­ri­men­tal, à neces­si­dade de reen­con­trar outras lin­gua­gens e pro­cu­rar novos destinos.
Ulti­ma­mente, tem tra­ba­lhado tam­bém para tele­vi­são onde de des­ta­cam a série Sal (SIC 2014), o tele­filme Kutama (RTP 2012) ou a série docu­men­tal Código de bairro (RTP 2011).