botas1.png

Programação XXI Caminhos Film Festival


O Cami­nhos Film Fes­ti­val anun­cia a pro­gra­ma­ção com­pleta de todas as ses­sões do fes­ti­val que decorre em Coim­bra de 27 de Novem­bro a 5 de Dezem­bro.

Selec­ção Cami­nhos, Selec­ção Ensaios Naci­o­nais e Ensaios Inter­na­ci­o­nais, Cami­nhos Juni­o­res e Cami­nhos Mun­di­ais. São mais de cin­quenta ses­sões que se irão divi­dir este ano entre o Audi­tó­rio do Con­ser­va­tó­rio da Música de Coim­bra (ACMC), o Tea­tro Aca­dé­mico Gil Vicente, Museu da Ciên­cia da Uni­ver­si­dade de Coim­bra e, pela pri­meira vez, as salas de cinema NOS do Fórum Coim­bra. Um total de cento e noventa e oito obras cine­ma­to­grá­fi­cas a serem exi­bi­das ao público, divi­di­das entre as várias sec­ções do fes­ti­val.

A ceri­mó­nia de aber­tura decorre no Con­ser­va­tó­rio de Música de Coim­bra a par­tir das 21:30 de dia 27, ses­são na qual será tam­bém exi­bida a curta Lei da Gra­vi­dade”, de Tiago Rosa-Rosso e o docu­men­tá­rio O Dr. Adrián e os 5 Senho­res”, de Fran­cisco Moura Rel­vas. A ceri­mó­nia de encer­ra­mento do fes­ti­val está mar­cada para dia 4 de Dezem­bro, no Tea­tro Aca­dé­mico Gil Vicente, quando serão reve­la­dos os ven­ce­do­res dos pré­mios atri­buí­dos pelo Júri da edi­ção deste ano do Cami­nhos Film Fes­ti­val.

Selecção Caminhos

A Selec­ção Cami­nhos é uma sec­ção com­pe­ti­tiva do fes­ti­val dedi­cada às estreias ocor­ri­das durante o último ano. Aqui são encon­tra­das as mais recen­tes obras de auto­res con­sa­gra­dos e jovens cine­as­tas que se lan­çam pela pri­meira vez no campo das lon­gas-metra­gens. Tam­bém docu­men­tá­rios, cur­tas e ani­ma­ções estão pre­sen­tes na Selec­ção Cami­nhos, que pre­tende ser um retrato das várias ver­ten­tes que assume o cinema por­tu­guês na sua diver­si­dade.

De 2729 de Novem­bro será o Con­ser­va­tó­rio da Música de Coim­bra a casa da Selec­ção Cami­nhos, a par­tir de 30 de Novem­bro e até ao final do evento, 4 de Dezem­bro, as ses­sões decor­rem no Tea­tro Aca­dé­mico de Gil Vicente.

Depois de ter ven­cido o Grande Pré­mio do Fes­ti­val na edi­ção de 2010 com Aquele Que­rido Mês de Agosto”, Miguel Gomes está de volta com os três volu­mes da acla­mada tri­lo­gia Mil e Uma Noi­tes”. Tam­bém João Sala­viza, já galar­do­ado no fes­ti­val Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês na cate­go­ria curta-metra­gem com Cerro Negro” está agora pre­sente com a longa Mon­ta­nha” que tam­bém tem rece­bido des­ta­que no cir­cuito inter­na­ci­o­nal. Tam­bém pre­sen­tes na Selec­ção Cami­nhos deste ano encon­tram-se os cine­as­tas Manuel Mozos e João Canijo.

Selecção Ensaios

Já a Selec­ção Ensaios Visu­ais, com as obras sub­me­ti­das por alu­nos de esco­las de cinema, decorre por com­pleto no audi­tó­rio do Con­ser­va­tó­rio de Música de Coim­bra, a par­tir de 29 de Novem­bro. Aqui a novi­dade con­siste na pre­sença pela pri­meira vez de fil­mes sub­me­ti­dos por esco­las de cinema inter­na­ci­o­nais. O fes­ti­val rece­beu cerca de sete­cen­tos fil­mes de mais de oitenta paí­ses e efec­tuou um tra­ba­lho de selec­ção dos mais repre­sen­ta­ti­vos de forma a criar uma troca e um diá­logo inter­cul­tu­ral entre o que se faz em Por­tu­gal e no estran­geiro. Trata-se tam­bém de criar uma nova con­tex­tu­a­li­za­ção para as obras que vão saindo das esco­las de cinema naci­o­nais, per­mi­tindo a com­pa­ra­ção com o que se pro­duz no ensino da cri­a­ção de Cinema fora de Por­tu­gal.


Selecção Diásporas

Por­que cada vez mais existe cinema por­tu­guês que não é pro­du­zido no ter­ri­tó­rio por­tu­guês, este ano o Cami­nhos Film Fes­ti­val abre tam­bém uma janela para as co-pro­du­ções inter­na­ci­o­nais com pre­sença de por­tu­gue­ses. Fil­mes como Gai­ola Dou­rada” ou O Salto” ana­li­sam atra­vés de pers­pec­ti­vas dife­ren­tes o fenó­meno da emi­gra­ção por­tu­guesa e esta­rão pre­sen­tes na selec­ção deste ano do Fes­ti­val Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês. Tam­bém novi­dade este ano é o facto das ses­sões desta sec­ção decor­re­rem pre­do­mi­nan­te­mente nos Cine­mas NOS Fórum Coim­bra.

Caminhos Juniores

A sec­ção Cami­nhos Juni­o­res é com­ple­ta­mente dedi­cada aos mais novos. De 30 de Novem­bro a 4 de Dezem­bro no Tea­tro Aca­dé­mico de Gil Vivcnte, sem­pre às dez da manhã. A cap­ta­ção de um público jovem para o cinema por­tu­guês é fun­da­men­tal, e os Cami­nhos Juni­o­res são a sec­ção que assume essa res­pon­sa­bi­li­dade no fes­ti­val.

Esta sec­ção apre­senta-se como um ser­viço edu­ca­tivo, fomen­tando a cri­a­ção de hábi­tos de con­sumo desde a infân­cia no que diz res­peito ao cinema por­tu­guês.

Caminhos Mundiais

A Sec­ção Cami­nhos Mun­di­ais da XXI edi­ção dos Cami­nhos Film Fes­ti­val é apre­sen­tada em cola­bo­ra­ção com a Embai­xada da Áus­tria em Por­tu­gal. As pro­jec­ções decor­rem no Museu da Ciên­cia da Uni­ver­si­dade de Coim­bra, a 2829 de Novem­bro e de 1 a 4 de Dezem­bro. Com os Cami­nhos Mun­di­ais o fes­ti­val pre­tende dar a conhe­cer uma selec­ção da cine­ma­to­gra­fia aus­tríaca recente que pro­por­ci­one ao público por­tu­guês bem como à comu­ni­dade inter­na­ci­o­nal da cidade de Coim­bra, a pos­si­bi­li­dade efec­tuar a ponte entre as duas cine­ma­to­gra­fias.

Mais uma vez os cri­a­do­res naci­o­nais res­pon­de­ram posi­ti­va­mente ao desa­fio de mos­trar o melhor que se pro­duz no cinema por­tu­guês, e o enorme influxo de sub­mis­sões obri­gou a um esforço adi­ci­o­nal por parte do orga­ni­za­ção do fes­ti­val para mos­trar as várias ver­ten­tes da sétima arte lusa. Um esforço que é pros­se­guido de bom grado, uma vez que per­mite mos­trar aos espec­ta­do­res o maior número pos­sí­vel de direc­ções que a cine­ma­to­gra­fia colec­tiva por­tu­guesa con­se­gue tomar.

A orga­ni­za­ção do Cami­nhos Film Fes­ti­val agra­dece a todos os que sub­me­te­ram os seus fil­mes ao fes­ti­val deste ano. O Cinema Por­tu­guês encon­tra-se vivo e, ape­sar das difi­cul­da­des de pro­du­ção intrín­se­cas ao meio e das cir­cuns­tân­cias do país, de boa saúde.

O fes­ti­val Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês conta com a pre­sença de todos já no final deste mês de Novem­bro. A data mar­cará mais uma vez a festa do Cinema Por­tu­guês, vin­cando a cora­gem dos pro­du­to­res e de todos os agen­tes do cinema naci­o­nal e ganhando fôlego para os anos seguin­tes, em que pre­ten­de­mos man­ter viva a chama da cri­a­ti­vi­dade e audá­cia da pro­du­ção naci­o­nais.

Pode con­sul­tar a pro­gra­ma­ção com­pleta em cami​nhos​.info/​d​o​c​s​/​p​r​o​g​r​a​m​a​c​a​o2015

Related Posts