O ensino do Cinema em Portugal

Integrado no Ciclo “20 Anos de Cinema Português” são exibidos os filmes ”Uma comédia Infeliz”, do realizador Artur Serra Nunes, “Rupofobia”, do realizador Telmo Martins, “Sinfonia de Loucos”, do realizador Vasco Mendes, e “Karma”, do realizador Telmo Martins, na próxima quinta-feira, 13 de Março. A exibição será seguida de Master Session com o tema “O ensino do Cinema em Portugal” e a presença do professor António Costa Valente, da Universidade de Aveiro e com o Prof. Doutor Osvaldo Silvestre, da Universidade de Coimbra. O evento terá lugar no mini-auditório Salgado Zenha, Edifício AAC, em Coimbra, pelas 22 horas.
A entrada é livre.

Uma Comédia Infeliz

de Artur Serra Araújo | 13 de Março

Alberto sai do dentista com instuções para não mastigar coisas duras durante esse dia. Mas é precisamente nesse dia que a sua namorada Catarina o convidou para jantar em casa dos pais. As entradas e a sopa não são problema, agora o bife...

Prémios
2004 - "Caminhos do Cinema Português" - Prémio Publico
2004 - “Ovarvideo” – Prémio ficção e Prémio Publico
2004 - "Festival de Cinema da Covilhã" - Melhor Filme e Prémio Publico 

 

Rupofobia

de Telmo Martins | 13 de Março

José é um empregado que é obrigado pelo patrão, a trazer amarrado ao seu orgão sexual um cordel para no acto de urinar não ter que tocar no seu pénis. Num dia, José lembra-se de algo que vai mudar a sua vida e a dos clientes.

Prémios
2005 – “Ovarvideo” – Prémio Melhor Ficção
2006 – “Festival Caminhos do Cinema português” - Prémio Publico

 

Sinfonia dos Loucos

de Vasco Mendes | 13 de Março

Num futuro incerto, um casal rico e excêntrico encomenda um filho que é um ser andróide que vive de música. O governador da cidade proíbe a música na cidade. Silêncio e Música encontram-se.

Prémios
2010 – “Festival Caminhos do Cinema Português” – Prémio Melhor Ensaio Visual

 

Karma

de Telmo Martins | 13 de Março

Todos os dias somos perseguidos pelos nossos medos e receios... Uns sobrevivem... outros não!

Prémios
2002 – “Ovarvideo” – Prémio Jovem Realizador.

Osvaldo Manuel Silvestre

Osvaldo Manuel Silvestre é professor do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da FLUC. Tem leccionado cadeiras nas licenciaturas em Línguas e Literaturas Modernas e Estudos Portugueses e Lusófonos, na área da Teoria da Literatura, em que se doutorou, e ainda na licenciatura em Estudos Artísticos (Estética, Arte e Multimédia, Introdução aos Novos Média, Análise de Filmes). Leccionou ainda, no actual Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra, uma cadeira opcional de Antropologia e Literatura, em co-regência com Luís Quintais. Na pós-graduação leccionou cadeiras de Teoria da Literatura e de Literatura de Língua Espanhola (um curso sobre «Os Mundos de Borges»). Dirigiu a licenciatura de Estudos Portugueses e Lusófonos entre 2006 e 2009. Publicou ensaios e livros sobre questões de teoria, estética, literaturas de língua portuguesa, literatura comparada, artes e crítica cultural. É membro do Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra.

António Costa Valente

António Costa Valente é docente no Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro, o seu doutoramento abordou animação, longa-metragem e novas tecnologias. É co-realizador da primeira longa-metragem da animação portuguesa “Até ao Tecto do Mundo”. Sendo um dos fundadores do Cine-Clube de Avanca, ali dirigiu a produção de mais de meia centena de filmes, entre séries, curtas e longas-metragens, que receberam cerca de centena e meia de distinções em festivais dos 5 continentes. Na área do cinema, assumiu cargos administrativos em organizações nacionais e internacionais, é autor e coordenador de vários livros e comunicações e tem orientado dezenas de dissertações de mestrado. Director do “AVANCA - Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia” desde 1997 e da "AVANCA|CINEMA, Conferência Internacional de Cinema - Arte, Tecnologia, Comunicação" desde 2010.