20 Anos: O Lugar do Morto

O Ciclo 20 Anos de Cinema Português regressa no próximo dia 6 de Fevereiro de 2014 com uma obra marcante na história do Cinema Português. Às 22 horas será exibido O Lugar do Morto, um filme de António Pedro Vasconcelos, de 1984, que conseguiu atingir os 270 000 espectadores e manteve-se durante 26 anos como o filme Português com maior audiência.
A projecção ocorrerá no Mini-Auditório Salgado Zenha. Entrada Livre.

ANTÓNIO PEDRO VASCONCELOS

Realizador Português, nasceu em Leiria a 10 de Março de 1939. Estudou Direito, na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, e Filmografia, na Universidade de Sorbonne, cursos que nunca terminou.

É um dos realizadores do Cinema Novo Português, com o filme Perdido por Cem, de 1973. Foi também responsável por alguns dos maiores sucessos comerciais nas salas portuguesas, nomeadamente com O Lugar do Morto, em 1984, e Jaime, em 1999. Com este último conseguiu a Concha de Prata do Festival Internacional de Cinema de San Sebastian, e em Portugal, os Globos de Ouro para Melhor Filme e Melhor Realizador. Os seus mais recentes filmes são Os Imortais, de 2003, Call Girl, de 2007, e A Bela e o Paparazzo, de 2010.

A par da realização, foi um dos fundadores da V. O. Filmes, da Opus Filmes e ainda do Centro Português de Cinema, que produziu a maior parte dos filmes do Cinema Novo). Foi apresentador do programa Cineclube, na RTP2; fez crítica literária e cinematográfica, tendo chefiado a redacção de O Cinéfilo, com João César Monteiro; foi colunista da Visão e director de A Semana, suplemento do Independente. É autor de Serviço Público, Interesses Privados, de 2002, e foi provedor do leitor no desportivo Record. Em 1985 representou Portugal no Fórum Cultural de Budapeste, a convite do ministro dos Negócios Estrangeiros. Presidiu ao Grupo de Trabalho do Livro Verde para a Política do Cinema e Audiovisual, dirigido pela Comissão Europeia. Integrou o Centro de Estudos Cinematográficos/AAC. Presidiu à Associação Portuguesa de Realizadores, de 1978 a 1984, ao Secretariado Nacional do Audiovisual, de 1991 a 1993, e ao Conselho de Opinião da RTP, entre 1996 e 2003. Foi professor da Escola de Cinema do Conservatório Nacional e coordenador executivo da licenciatura em Cinema, Televisão e Cinema Publicitário da Universidade Moderna de Lisboa.

Festivais & Prémios

— Federação Portuguesa de Autores (1984)
Melhor Filme Português
Melhor Banda Sonora
Melhores Diálogos
Melhor Actor

—Festival de Huelva
Prémio Sonny para melhor banda sonora

— Festival de Moscovo
Melhor Actor

O LUGAR DO MORTO

1984, 120'

Álvaro, trinta anos, jornalista, sai de casa da sua amiga por volta das seis da manhã e decide entrar na avenida marginal e estacionar em frente ao mar. Adormece e, de repente, é acordado pelo ruído de vozes vindas de longe. Volta-se e vê um homem e uma mulher, que discutem. Ela foge e vem refugiar-se no carro de Álvaro. O vestido dela, sob o casaco de peles, está roto. A mulher pede-lhe: Leve-me daqui.

Intérpretes

Ana Zanatti
Ana Mónica

Pedro Oliveira
Álvaro Serpa

Teresa Madruga
Marta

Luís Lima Barreto
Álvaro Allen

Carlos Coelho
Inspector Moreira

Isabel-Victoria da Motta
Deulce

Ruy Furtado
Neves

Diogo Vasconcelos
João

Manuela de Freitas
Mafalda

Natalina José
Janitor

Luís Filipe Barros
Ele Próprio

Lídia Franco
Luísa

Ficha Técnica

Realização
António Pedro Vasconcelos

Argumento
António Pedro Vasconcelos
Carlos Saboga

Assistentes de Realização
António José Martins
Jorge Paixão da Costa
Albano da Silva Pereira
Pedro M. Ruivo

Som
Pedro Melo
Vasco Pimentel
Joaquim Pinto
Maria Paola Porru

Director de Fotografia
João Rocha

Montagem
Manuela Viegas

Música
Alain Jomy

Efeitos Especiais
Carlos Cristo
António Rocha

Caracterização
Maria Gonzaga
Ana Lorena
Paula Raimundo
Mercedes Santos

Camera e Chefe Electricista
João Pequeno

Produção
Nuno Ghira