4 – Cinematografia em Cinema Digital

4. Workshop de Intro­du­ção à Cine­ma­to­gra­fia para Cinema Digi­tal

Pro­gra­ma/Es­tru­tura-
-Cine­ma­to­gra­fia?:
His­tó­ria: A técnica;A cine­ma­to­gra­fia fun­ci­o­nal, (enca­rada como técnica);A cine­ma­to­gra­fia ascende ao esta­tuto de arte;A impor­tân­cia da cine­ma­to­gra­fia para a nar­ra­tiva visual con­tem­po­râ­nea.
O papel do cine­ma­tó­grafo; A equipa de ima­gem; A pré-pro­du­ção; A pro­du­ção; A pós-pro­du­ção;

-A luz: A natu­reza da luz; Con­trolo e mani­pu­la­ção da luz
-A cap­tura da luz: Noções bási­cas de foto­gra­fia; A Camâra; As len­tes; O suporte de captura:Filme; Digi­tal; For­ma­tos;
-Design de luz: O mood; Abor­da­gem pic­to­ra­lista; Abor­da­gem natu­ra­lista; Low-key vs. High-key; O léxico de uma Lin­gua­gem da Luz; O set-up base; Design cri­a­tivo;
-O look;
-Lin­gua­gem e dinâ­mica de camâra;
-A cine­ma­to­gra­fia e o argu­mento;
-A inter­de­pen­dên­cia entre cine­ma­to­gra­fia e direc­ção de arte/​design de pro­du­ção;
-Dife­ren­tes esti­los de nar­ra­tiva visual;
-Exer­cí­cios de design de luz (inte­ri­o­res); O Set-up base; Set-up High-key; Set-up Low-Key; Design de Luz Moti­vada; Design cri­a­tivo; Low bud­get ligh­ting;
-Exer­cí­cios de design de luz (exte­ri­o­res);
Con­si­de­ra­ções bási­cas para fil­ma­gens exte­ri­o­res;
As limi­ta­ções e res­pec­ti­vas solu­ções para as fil­ma­gens exte­ri­o­res;

Datas e Horá­rios
Dias 2223 de Novem­bro de 2010
das 10h às 13h e das 14h às 18h
Local - Sala de Ensaios do Orfeon Aca­de­mico

For­ma­dor-
Miguel Matias Alves
Mes­tre em Som e Ima­gem pela Escola das Artes da Uni­ver­si­dade Cató­lica Por­tu­guesa em 2007, com espe­ci­a­li­za­ção em Tele­vi­são.
Em 2006 con­clui o curso de rea­li­za­ção cine­ma­to­grá­fica pela New York Film Aca­demy. Recebe uma men­ção hon­rosa no 4º Fes­ti­val de Audi­o­vi­sual Black & White (2007) pela rea­li­za­ção do filme Por um Fio”.

É con­vi­dado a ocu­par o cargo de super­vi­sor da cine­ma­to­gra­fia dos tra­ba­lhos finais da espe­ci­a­li­za­ção em Tele­vi­são do curso de Som e Ima­gem em 2007.
É docente e co-autor do workshop Intro­du­ção à Direc­ção de Foto­gra­fia para Cinema”, inte­grado no plano de Cur­sos de Verão da Uni­ver­si­dade Cató­lica Por­tu­guesa em 2008. Res­pon­sá­vel pela rea­li­za­ção e cine­ma­to­gra­fia de diver­sas cur­tas-metra­gens inde­pen­den­tes, des­ta­cando-se Dia de Cão” (2008), uma pro­du­ção da Fil­box que se assume como a pri­meira curta-metra­gem por­tu­guesa con­ce­bida espe­ci­fi­ca­mente para o for­mato mobile.

Actu­al­mente desen­volve intensa acti­vi­dade enquanto fre­e­lan­cer cola­bo­rando com diver­sas pro­du­to­ras como a Alfan­dega Fil­mes; Digi­tal Frame e Fil­box. Mais recen­te­mente rea­li­zou a direc­ção de foto­gra­fia para a gra­va­ção do espec­tá­culo ao vivo da banda Fado em Si Bemol.

Preço -
Público em Geral 50,00
Estudantes/​Sócios CEC/​AAC 40,00
A ins­cri­ção em qual­quer acção de for­ma­ção garante acesso a todas as ses­sões do fes­ti­val a título gra­tuito.

Limite de Par­ti­ci­pan­tes –
20