A Hora da Verdade

MVI 7625 13.04.2014-00.47.44-web

Che­gou a hora da ver­dade e de colo­car os conhe­ci­men­tos em prá­tica!

Um curso mon­tado em rede, que prima pela repu­ta­ção do corpo docente, mas igual­mente pelas redes de for­man­dos que um pouco de todo o país têm vindo a Coim­bra par­ti­lhar expe­ri­ên­cias, bem como de evo­luir for­ma­ti­va­mente nos domí­nios da 7ª arte.

De 1217 de Abril Coim­bra, inte­grado na XVI Semana Cul­tu­ral da Uni­ver­si­dade de Coim­bra, aco­lhe em deze­nas de cená­rios, Paloma e Fran­cisco. Per­so­na­gens cen­trais deste exer­cí­cio peda­gó­gico, em forma de tragi-comé­dia, que num acaso se reen­con­tram pas­sado que está uma vida.

Uma pro­du­ção só pos­sí­vel, com o apoio logís­tico e finan­ceiro da Uni­ver­si­dade de Coim­bra, mas que se pau­tou igual­mente por uma filo­so­fia de tra­ba­lho em rede, cha­mando à cola­bo­ra­ção as demais enti­da­des cul­tu­rais da cidade, sem as quais a qua­li­dade deste pro­jecto seria posta em causa.

Esta pro­du­ção vem com­ple­tar o papel de divul­ga­ção e pro­mo­ção do cinema por­tu­guês, que o fes­ti­val Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês sem­pre assu­miu, abrindo por­tas, mas do que ao con­sumo cul­tu­ral, às expe­ri­ên­cias.

O curso de cinema, Cine­ma­lo­gia, deixa o repto e con­vida a popu­la­ção da cidade a assis­tir e a par­ti­ci­par, no pro­cesso de trans­for­mar uma ideia em filme.