Câmara Municipal de Coimbra acolhe festival Caminhos do Cinema Português

A Câmara Muni­ci­pal de Coim­bra e os Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês assi­nam um pro­to­colo de apoio à XIX edi­ção do fes­ti­val na sexta-feira, 9 de Novem­bro, pelas 17 horas, nos paços do con­ce­lho. O objec­tivo é aco­lher a mos­tra de cinema por­tu­guês, que tem iní­cio tam­bém no dia 9, pelas 22 horas, no Tea­tro Aca­dé­mico de Gil Vicente.

O fes­ti­val Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês” é uma refe­rên­cia no pano­rama cine­ma­to­grá­fico naci­o­nal. O objec­tivo é a divul­ga­ção do cinema por­tu­guês mos­trando toda a pro­du­ção por­tu­guesa do último ano. Conta com o Alto Patro­cí­nio do Pre­si­dente da Repú­blica, Aní­bal Cavaco Silva, e igual reco­nhe­ci­mento da Pre­si­dente da Assem­bleia da Repú­blica, Assun­ção Este­ves, o Pri­meiro Minis­tro do Governo da Repú­blica Por­tu­guesa, Pedro Pas­sos Coe­lho, e o Secre­tá­rio de Estado da Cul­tura, Jorge Bar­reto Xavier.

A exi­bi­ção de fil­mes tem iní­cio no dia 10 de Novem­bro e ter­mina dia 17 de Novem­bro e conta com obras como Aris­ti­des de Sousa Men­des – O Côn­sul de Bor­déus, de João Cor­rea e Fran­cisco Manso; Rafa, de João Sala­viza; A Teia de Gelo, de Nico­lau Brey­ner; A última vez que vi Macau, de João Rui Guerra da Mata e João Pedro Rodri­gues; Flor­bela, de Vicente Alves do Ò e o mais recente filme de Manoel de Oli­veira: O Gebo e a Som­bra.

<

p style=“text-align: jus­tify;”>