Comunicados de Imprensa

10408771_10152705746834425_7924895743510117820_n.jpg

in memoriam Américo Mascarenhas

Voz inqui­eta, incon­for­mada e sem­pre pre­sente deixa-nos hoje. Entu­si­asta dos even­tos cul­tu­rais, da per­sis­tên­cia e auten­ti­ci­dade dos mes­mos, foi um acér­rimo defen­sor do con­sumo e acesso à cul­tura cine­ma­to­grá­fica na região cen­tro. Deixa-nos sau­da­des, da voz incon­fun­dí­vel, dos peda­ços de papel agra­fa­dos à moda antiga, onde as notas se con­ver­tiam em notí­cias, mas acima de tudo pelo apoio que sem­pre sou­beste trans­mi­tir. Um até sem­pre!

saber mais

2017-05-16-ciclo-musica.jpg

Ciclo Fusões é dedicado à música em maio e junho

Os Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês e o Cen­tro de Estu­dos Cine­ma­to­grá­fi­cos reto­mam o seu ciclo de cinema Fusões no Cinema” esta quinta-feira dia 18 de Maio. O ciclo terá lugar todas as quin­tas-fei­ras às 22h00 no Mini-Audi­tó­rio Sal­gado Zenha da Asso­ci­a­ção Aca­dé­mica de Coim­bra. A pro­gra­ma­ção inclui obras espe­ci­al­mente dedi­ca­das à música e per­corre o espí­rito da con­tra­cul­tura naci­o­nal, desde os anos 60 com o filme Meio Metro de Pedra, aos anos 80 com o grupo Heróis do Mar retra­tado em Brava Dança, até hoje, acom­pa­nhando a banda Huma­nos que reto­mou a obra de Antó­nio Vari­a­ções e tam­bém, David San­tos com os temas de Noi­serv. Depois nave­ga­mos até ao outro lado do oce­ano Atlân­tico ao ritmo do Tango com A morte de Car­los Gar­del, obra adap­tada de Antó­nio Lobo Antu­nes e por fim, che­ga­mos até à cidade Sura­baia, onde nos encon­tra­mos com uma gera­ção de jovens indo­né­sios que se jun­tam à volta duma cul­tura musi­cal con­tro­versa, o black metal. Entrada gra­tuita e limi­tada à lota­ção da sala.

saber mais

3650727795_0bf2979589_z.jpg

Módulo de Edição de Som com José Cardoso

A Edi­ção de Som é uma das últi­mas fases de pós-pro­du­ção de som para cinema, per­mi­tindo criar novas den­si­da­des, atmos­fe­ras, ten­são ou ritmo numa obra fíl­mica. Este módulo é coor­de­nado por José Car­doso que cola­bo­rou recen­te­mente nas nove­las Cora­ção d’Ouro e Mar Sal­gado, que foram decla­ra­das as melho­res nove­las do mundo. As ins­cri­ções con­ti­nuam aber­tas aqui.

saber mais

Cartaz-Banho-de-paragem.jpg

Banho de Paragem está no festival Primavera do Cine em Vigo

Banho de Para­gem, pro­du­zido no âmbito da 5.ª edi­ção do Curso de Cinema – Cine­ma­lo­gia – e da 18.ª Semana Cul­tu­ral da Uni­ver­si­dade de Coim­bra, foi selec­ci­o­nado para a 6.ª edi­ção do Fes­ti­val Pri­ma­vera Do Cine!

Esta curta-metra­gem é a ver­tente visí­vel de todo o um ano de apren­di­za­gem repre­sen­tando o con­junto dos sabe­res apre­en­di­dos pelos for­man­dos do curso. Resulta não só do afinco des­tes, mas tam­bém da cola­bo­ra­ção da cidade e da popu­la­ção de Coim­bra que atra­vés de uma panó­plia de par­ce­rias e aju­das nos pos­si­bi­li­tou a fei­tura deste filme. O grupo de for­man­dos da 5.ª edi­ção do curso de cinema Cine­ma­lo­gia irá com­pe­tir direc­ta­mente con­tra nomes já con­sa­gra­dos do cinema lusó­fono como Ricardo Leite, Thi­ago B. Men­donça, João Sala­viza ou Tiago Rosa-Rosso, bem como os rea­li­za­do­res gale­gos como Car­los A. Qui­rós, Eva Alonso, Car­men Ruiz ou David Vega F., entre mui­tos outros.

saber mais

11018727_979650972059535_2174168970194420128_n.jpg

Cinemalogia em Pós-Produção

O Curso de Cinema – Cine­ma­lo­gia – con­cluiu a sem­pre atri­bu­lada etapa de pro­du­ção da curta-metra­gem que foi pro­posta pelos seus for­man­dos.

De 8 a 11 de abril, os for­man­dos tive­ram a opor­tu­ni­dade de colo­car em prá­tica os conhe­ci­men­tos adqui­ri­dos nos módu­los ante­ri­o­res. Apre­senta-se-lhes agora uma das eta­pas ter­mi­nais do per­curso de manu­fac­tura de um flme: a pós-pro­du­ção. Logo após a roda­gem da curta-metra­gem, inti­tu­lada A Cos­tu­rei­ri­nha”, chega agora a difí­cil mis­são de reu­nir todos os mate­ri­ais pro­du­zi­dos durante as fil­ma­gens.

A pro­du­ção de uma obra cine­ma­to­grá­fica não é pos­sí­vel sem par­ce­rias, pelo que vimos deste meio agra­de­cer todo o apoio demons­trado pela nossa cidade de Coim­bra, for­man­dos, for­ma­do­res e às nos­sas atri­zes, que pos­si­bi­li­ta­ram mais uma pro­du­ção cine­ma­to­grá­fica na Lusa Ate­nas.

saber mais

pelicano-e1491552686686.jpg

Início de rodagem de A Costureirinha“

Ama­nhã, dia 8 de Abril, começa a roda­gem da curta-metra­gem A cos­tu­rei­ri­nha” inse­rida no curso do Fes­ti­val Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês, Cine­ma­lo­gia 6 – Da Ideia ao Filme. A roda­gem irá esten­der-se até dia 12 e con­tará com a pre­sença de três for­ma­do­res dis­tin­tos que irão cada um rea­li­zar e ori­en­tar diver­sos módu­los em simul­tâ­neo desde Rea­li­za­çãoDirec­ção de Foto­gra­fia II, ori­en­ta­dos por Telmo Mar­tinsJorge Peli­cano, rea­li­za­do­res reco­nhe­ci­dos inter­na­ci­o­nal­mente e Direc­ção de Som diri­gido por Emí­dio Buchi­nho, espe­ci­a­lista em Som para Audi­o­vi­sual e Mul­ti­mé­dia.

saber mais

ciclo-mmc-2017-1.jpg

Ciclo Arqueologia pela Imagem em Movimento”

O Museu Mono­grá­fico de Conim­briga, em par­ce­ria com os Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês e o Cen­tro de Estu­dos Cine­ma­to­grá­fi­cos, apre­sen­tam a pro­gra­ma­ção do ciclo de cinema Arque­o­lo­gia pela Ima­gem em Movi­mento”. A par­tir do pen­sa­mento de Jorge de Alar­cão – se o ani­mal deixa no chão tra­ços da sua pas­sa­gem, mai­o­res são os ves­tí­gios que o homem deixa de si nos luga­res onde esteve” – pro­cura-se com este ciclo de cinema des­ve­lar cir­cuns­tân­cias his­tó­ri­cas da pas­sa­gem do homem pelo tempo. Num apelo à dimen­são ima­gé­tica reve­lar-se-á uma arque­o­lo­gia que conta his­tó­rias. Tra­ços de épo­cas. Com ação, romance e sus­pense.

saber mais

logocabecera.png

Oportunidade! Bolsa de Estágio Santander Universidades para Produtor Cultural

Os Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês, atra­vés do pro­grama de Bolsa Está­gios do San­tan­der, pro­cu­ram um Pro­du­tor Cul­tu­ral.

saber mais

João-Fonseca_2.jpg

Direcção de Produção com João Fonseca

A roda­gem começa com a defi­ni­ção de todas as acções e res­pec­ti­vos inter­ve­ni­en­tes. Enqua­drado nos módu­los de roda­gem, a Direc­ção de Pro­du­ção irá abor­dar, com a coor­de­na­ção de João Fon­seca, os pro­ces­sos de deci­são neces­sá­rios à fase final da pré-pro­du­ção e ini­cio de pro­du­ção de um filme. Nesta fase espera-se que os for­man­dos sejam capa­zes de pla­ni­fi­car e defi­nir o tra­ba­lho a levar a cabo durante os cinco dias em que será levada a cabo a rea­li­za­ção de A Cos­tu­rei­ri­nha”, uma pro­du­ção no âmbito da 19.ª Semana Cul­tu­ral da Uni­ver­si­dade de Coim­bra.

saber mais