Welcome to our festival!

  • Os Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês, que se rea­li­zam anu­al­mente em Coim­bra, são, por con­se­guinte, uma opor­tu­ni­dade exem­plar para infor­ma­ção e for­ma­ção de públi­cos que, naquela cidade, já se habi­tu­a­ram a assis­tir à pro­du­ção cine­ma­to­grá­fica por­tu­guesa mais recente. 

    A orga­ni­za­ção deste acon­te­ci­mento tem tido ainda o cui­dado de pre­pa­rar ciclos dedi­ca­dos aos auto­res, artis­tas, téc­ni­cos ou cor­ren­tes que, no pas­sado ou mais recen­te­mente, pers­pec­ti­vam a evo­lu­ção de ten­dên­cias ou reve­lam face­tas menos divul­ga­das do nosso cinema, con­tri­buido assim para a sua his­tó­ria viva.

    Pedro Pas­sos Coe­lho, Pri­meiro Minis­tro do Governo de Por­tu­gal (2014)
  • Os Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês têm uma impor­tân­cia fun­da­men­tal na divul­ga­ção dos fil­mes naci­o­nais pro­du­zi­dos nos anos mais recen­tes.

    Sendo Coim­bra uma cidade que con­voca várias siner­gias, uma vez que tem uma popu­la­ção estu­dan­til sig­ni­fi­ca­tiva e se situa no cen­tro geo­grá­fico do país, é o lugar pri­vi­le­gi­ado para este encon­tro anual da cul­tura cine­ma­to­grá­fica naci­o­nal e, por con­se­guinte, de con­fra­ter­ni­za­ção dos cri­a­do­res com o público já fidelizado.

    Jorge Bar­reto Xavier, Secre­tá­rio de Estado da Cul­tura (2014)
  • Saúdo com muita satis­fa­ção o regresso do fes­ti­val Cami­nhos do Cinema Português,depois de um ano de inter­regno. O cinema pre­cisa desta opor­tu­ni­dade para se mostrar,e os cida­dãos pre­ci­sam de poder dele des­fru­tar neste evento, par­ti­cu­lar­mente perante a retra­ção dos cir­cui­tos de exi­bi­ção comercial.

    João Gabriel Silva, Mag­ní­fico Rei­tor da Uni­ver­si­dade de Coim­bra (2014)
  • Pro­por­ci­o­nar este ponto de encon­tro entre pes­soas e cul­tu­ras que têm em comum dois patri­mó­nios – a lín­gua por­tu­guesa e, claro, o cinema – é um dos gran­des pre­sen­tes que os Cami­nhos pro­por­ci­o­nam a Coimbra.

    Clara Almeida San­tos, Vice-Rei­tora para a Cul­tura e Comu­ni­ca­ção da Uni­ver­si­dade de Coim­bra (2014)
  • O Ins­ti­tuto do Cinema e do Audi­o­vi­sual, empe­nhado em pros­se­guir um desíg­nio de divul­ga­ção da pro­du­ção cine­ma­to­grá­fica naci­o­nal, con­gra­tula-se com mais uma edi­ção dos Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês, esti­mando que cons­ti­tua um êxito para a orga­ni­za­ção e para o público.

    Filo­mena Ser­ras Pereira, Pre­si­dente do Con­se­lho Dire­tivo do Ins­ti­tuto do Cinema e do Audi­o­vi­sual, I.P. (2014)
  • O Fes­ti­val (…) é um exem­plo do papel vital que os cine­clu­bes desem­pe­nham na pro­mo­ção do cinema naci­o­nal. A acti­vi­dade cine­clu­bís­tica, quer no âmbito das suas ses­sões regu­la­res, quer na orga­ni­za­ção e rea­li­za­ção de fes­ti­vais, como o caso do Cami­nhos, apro­xima o cinema naci­o­nal do público, con­tri­buindo de forma fun­da­men­tal para a for­ma­ção de públi­cos e para a dimi­nui­ção dos dese­qui­lí­brios ter­ri­to­ri­ais na dis­tri­bui­ção das salas de cinema.

    Nata­cha Moreira, Pre­si­dente da Direc­ção da Fede­ra­ção Por­tu­guesa de Cine­clu­bes (2014)