Escolas de Cinema

Torna-se já tra­di­ção de anos recen­tes, no fes­ti­val Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês, apre­sen­tar, ao lado do seu pro­grama prin­ci­pal, com­posto por pro­jec­tos cine­ma­to­grá­fi­cos de rea­li­za­do­res já esta­be­le­ci­dos no campo pro­fis­si­o­nal, uma espé­cie de sub-fes­ti­val, deno­mi­nado Ensaios Visu­ais.
Tal expo­si­ção con­siste em apre­sen­tar uma selec­ção de tra­ba­lhos rea­li­za­dos por alu­nos de esco­las de cinema e/​ou audi­o­vi­su­ais, como, por exem­plo, o ESEC – Escola Supe­rior de Edu­ca­ção de Coimbra,a ETIC_​– Escola Téc­nica de Ima­gem e Comu­ni­ca­ção, a Uni­ver­si­dade Moderna atra­vés do [email protected], ESAD – Escola Supe­rior de Artes e Design, ESAP – Escola Supe­rior Artís­tica do Porto, entre outras, com o objec­tivo de por um lado, per­mi­tir que estes pro­jec­tos sejam apre­sen­ta­dos a um público gene­ra­lista e, por outro, des­co­brir uma ante­vi­são do que o futuro do cinema por­tu­guês nos reserva
.

Com efeito, embora mui­tos des­tes tra­ba­lhos aca­bem por per­ten­cer ao campo do expe­ri­men­tal, não se exer­ci­tando o for­mato do filme em si, a ver­dade é que o pro­grama dos Ensaios Visu­ais, ano após ano, sem­pre acaba por reve­lar uma ou outra sur­presa. È, de facto, sem­pre inte­res­sante e ins­pi­ra­dor, des­co­brir por este meio novos talen­tos no campo do audi­o­vi­sual, que pode­rão ser bas­tante bene­fi­ci­a­do­res à pro­du­ção cine­ma­to­grá­fica naci­o­nal.
Tam­bém é de sali­en­tar que, de outro modo, difi­cil­mente tais pro­jec­tos pode­riam che­gar a um público em geral. Isto pois, infe­liz­mente, na grande mai­o­ria de fes­ti­vais ou mos­tras de cinema, os tra­ba­lhos desta natu­reza aca­bam sem­pre por ser rele­ga­dos para segundo plano, mesmo quando aca­bam por ser mais inte­res­san­tes que os nomes con­sa­gra­dos. Assim, a sua exi­bi­ção acaba por ser recom­pen­sa­dora, não só para o público, mas tam­bém para os auto­res de ditos pro­jec­tos, estu­dan­tes que mere­cem reco­nhe­ci­mento pelo seu tra­ba­lho.
Fica a suges­tão de assis­tir às ses­sões de Ensaios Visu­ais que, ini­ci­ando-se hoje, dia 23, irão decor­rer até 27 de Abril, no Mini-Audi­tó­rio Sal­gado Zenha. Quem sabe que poten­ci­ais talen­tos do cinema por­tu­guês pode­rão sur­gir des­tas ses­sões? Afi­nal, os Cami­nhos do Cinema Por­tu­guês ser­vem não só para home­na­gear o pas­sado e apre­ciar o pre­sente cinema naci­o­nal, mas tam­bém para des­co­brir o que o seu futuro nos reserva.