Júri Selecção Caminhos

Conheça as indi­vi­du­a­li­da­des que com­põem o Júri da Selec­ção Cami­nhos

  • Mário Augusto

    Mário AugustoJornalista

    Nas­ceu no lugar de Espi­nho, Vila Nova de Gaia, em Março de 1963. Come­çou a car­reira de jor­na­lista em 1985, esta­gi­ando no jor­nal O Comér­cio do Porto, vindo pos­te­ri­or­mente a cola­bo­rar regu­lar­mente, sem­pre na área do cinema, no sema­ná­rio Sete e nas revis­tas Sábado, Cos­mo­po­li­tan, Nova, Caras, Invista e Focus.

  • Ivo Canelas

    Ivo CanelasActor

    Ivo Cane­las nas­ceu em Lis­boa a 23 de Dezem­bro de 1973. Fre­quen­tou o The Lee Stras­berg The­a­tre and Film Ins­ti­tute em Nova Ior­que, como bol­seiro da Fun­da­ção Calouste Gul­ben­kian. Da sua acti­vi­dade em tea­tro des­taca o tra­ba­lho com ence­na­do­res como Diogo Dória, José Wal­lens­tein, Sol­veig Nor­dlund, Fer­nanda Lapa, Luís Assis, Car­los Avi­lez, San­dra Faleiro ou Almeno Gon­çal­ves. Foi diri­gido por Jorge Silva Melo, entre outras, na peça A Queda do Egoísta Johan Fat­zer de Ber­tolt Bre­cht (1999).

  • Anabela Teixeira

    Anabela TeixeiraActriz

    Ana­bela Tei­xeira nas­ceu em 1973. Pos­sui o Curso de Acto­res do Ins­ti­tuto de For­ma­ção, Inves­ti­ga­ção e Cri­a­ção Tea­tral de Lis­boa – IFICT (1990÷1991) bem como o Curso de Acto­res da Escola Supe­rior de Tea­tro e Cinema de Lis­boa (1992÷1995). Em 1993 estreia-se pro­fis­si­o­nal­mente em tele­vi­são como pro­ta­go­nista da mini-série Viúva do Enfor­cado, diri­gida pelo bra­si­leiro Wal­ter Avan­cini ao mesmo tempo que faz parte do elenco prin­ci­pal do filme de Antó­nio de Macedo, Chá Forte com Limão. De então para cá par­ti­ci­pou em inú­me­ros fil­mes, tele­no­ve­las e mini-séries, bem como em outros pro­gra­mas de tele­vi­são.

  • Nicolau Breyner

    Nicolau BreynerActor e Realizador

    Nico­lau Brey­ner nas­ceu em 1940 e é um dos mais con­cei­tu­a­dos e aca­ri­nha­dos acto­res portugueses.Para além de actor é tam­bém autor (foi co-autor da pri­meira novela por­tu­guesa – Vila Faia), rea­li­za­dor e pro­du­tor.

  • Rita Ferro

    Rita FerroEscritora

    Rita Ferro nas­ceu em Lis­boa, em 1955. Estu­dou Design, espe­ci­a­li­zou-se em Mar­ke­ting, foi pro­fes­sora de publi­ci­dade redi­gida e exer­ceu fun­ções de direc­ção e con­sul­to­ria em diver­sas empre­sas. Ini­ciou-se na escrita em 1990. Escre­veu vinte livros em vinte anos, entre roman­ces, car­tas, bio­gra­fias, livros de cró­ni­cas e lite­ra­tura infan­til. Além de pre­sença regu­lar na imprensa, na rádio e na TV, criou um curso de Incen­tivo à Cri­a­ção Lite­rá­ria. Foi, por diver­sas vezes, jurada de con­cur­sos lite­rá­rios e de cinema.

  • Soraia Chaves

    Soraia ChavesActriz e Modelo

    Soraia Cha­ves nas­ceu em Bes­tei­ros, con­ce­lho de Pare­des, a 22 de Junho de 1982. Depois de ter ganho o con­curso Elite Model Look Por­tu­gal aos 15 anos, em 1997, Soraia foi modelo durante 8 anos. A sua estreia no cinema e nas luzes da ribalta deu-se com o seu papel da pro­ta­go­nista Amé­lia no filme O Crime do Padre Amaro. A sua inter­pre­ta­ção no filme, que foi um sucesso em Por­tu­gal, deu-lhe fama ime­di­ata e virou as aten­ções naci­o­nais para a ex-modelo.

  • Vicente Alves do Ó

    Vicente Alves do ÓRealizador

    Assi­nou o pri­meiro argu­mento em 2000, Mon­santo”, um tele­filme da Sic­Fil­mes rea­li­zado pelo moçam­bi­cano Ruy Guerra. Este pro­jecto abriu-lhe as por­tas da tele­vi­são e do cinema. Mudou-se para Lis­boa, vivia em Sines, no Alen­tejo, e rapi­da­mente come­çou a tra­ba­lhar com outros rea­li­za­do­res.

  • Gisela João

    Gisela JoãoFadista

    O ano em que se estreou com um disco que depois de ter sido entu­si­as­ti­ca­mente rece­bido pela crí­tica, espe­ci­a­li­zada e não só, foi con­si­de­rado o melhor álbum naci­o­nal do ano por publi­ca­ções de refe­rên­cia como a Blitz, o Expresso, o Público, a Time Out, o site musi­cal Coto­nete e mesmo os Glo­bos de Ouro tendo atin­gido ven­das que já lhe vale­ram um Disco de Ouro.