Artboard-1.jpg

Apresentação dos Jurados da 22.ª edição


A organização do Caminhos Film Festival já anunciou a composição do júri do festival, que este ano realiza a sua XXII edição entre os dias 19 e 26 de Novembro em Coimbra e Leiria.

A equipa do júri oficial é composta por caras bem conhecidas do grande público, e abrangem áreas como a música, a literatura e claro está, o cinema. Assim, a edição deste ano conta com o maestro António Vitorino de Almeida, o escritor João Tordo, o crítico/blogger Paulo Peralta, a actriz Teresa Tavares, o actor Luís Gaspar, a actriz Rita Salema e a realizadora Margarida Leitão, para avaliar a principal secção competitiva do festival, a Selecção Caminhos, onde concorrem as principais obras produzidas em Portugal e responsável por atribuir o Grande Prémio do Festival, Melhor Longa e Curta- Metragem, Melhor Animação, Melhor Documentário e Prémio Revelação, bem como todas as categorias técnicas avaliadas nesta Secção Competitiva.

Júri Selecção Caminhos

  • António Vitorino de Almeida

    António Vitorino de AlmeidaMaestro

    É Compositor, Maestro, Pianista, Escritor e Apresentador, sendo um dos compositores portugueses que mais obras produziu..

    Dedica-se esporadicamente a outras atividades, como a realização de programas de televisão sobre música.

  • João Tordo

    João TordoEscritor

    Escritor, em 2009 venceu o Prémio Literário José Saramago com As Três Vidas (2008), tendo sido finalista, com o mesmo romance, do Prémio Portugal Telecom, em 2011.

    Os seus livros estão publicados em vários países, incluindo França, Itália, Alemanha, Hungria, ou Brasil.

  • Paulo Peralta

    Paulo PeraltaCrítico/Blogger

    Com formação académica na área da Ciência Política e Relações Internacionais, é desde 2009 Crítico de Cinema no espaço CinEuphoria, que fundou.

    Integra a Online Film Critics Society - EUA e participa em diversos projetos relacionados com festivais de cinema.

  • Teresa Tavares

    Teresa TavaresAtriz

    Estreou-se como atriz em 2000 e desde então trabalha em teatro, cinema e televisão.

    Frequentou o Curso de Atores da Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, o Shakespeare Course, da Lamda, em Londres, e fez ainda formação em Method Acting no Lee Strasberg Institute, enquanto bolseira da Gulbenkian.

  • Luís Gaspar

    Luís GasparAtor

    Tem o curso de formação de atores da Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa e frequentou vários workshops da área, da companhia de teatro belga STAN, de Bruce Myers (colaborador de Peter Brook) e de João Fiadeiro, entre outros. Estreou-se em 1997, com Prometeu de Jorge Silva Melo, nos Artistas Unidos.

  • Rita Salema

    Rita SalemaAtriz

    Atriz conhecida do público essencialmente pelo seu trabalho televisivo, foi no teatro que se iniciou no ano de 1987. De então para cá, representou inúmeras peças onde se destacam textos originais portugueses como Feira Vicentina, O Destino Morreu de Repente de Alves Redol, A Pécora de Natália Correia ou Perdição de Hélia Correia.

  • Margarida Leitão

    Margarida LeitãoRealizadora

    Margarida Leitão formou-se em montagem de cinema e é mestre em Desenvolvimento de Projeto Cinematográfico, na especialidade Dramaturgia e Realização, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Além de se dedicar à realização, trabalha regularmente como montadora e anotadora. Atualmente é professora na área da montagem na Escola Superior de Teatro e Cinema, e do documentário na ETIC- Escola de Tecnologias Inovação e Criação.

    A sua primeira curta "Kilandukilu/Diversão" ganhou uma menção honrosa no Festival Internacional de Curtas de Vila do Conde. Realizou várias curtas metragens de ficção e documentários que foram exibidos em festivais por todo o mundo e na televisão. Os filmes “A Ferida” e “Muitos Dias tem um Mês” tiveram estreia comercial. O seu último filme, "Gipsofila", além de outros prémios nacionais e internacionais, recebeu o Prémio Especial do Júri no Festival Internacional de Turim. O seu trabalho recente explora imagens de arquivo familiar ou cinematográfico, perscrutando as fronteiras do ensaio audiovisual. "Gestos do Realismo" é citado na lista dos melhores ensaios audiovisuais de 2016 pela Fandor.

A programação definitiva do festival deverá ser conhecida em breve, mas a qualidade a que nos habituou o único festival dedicado ao cinema exclusivamente português, está assegurada.

A Selecção Caminhos é ainda avaliada por mais três painéis de Júris nomeadamente o Júri de Imprensa que atribui o Prémio Imprensa Melhor Filme, o Júri da Federação Internacional de Cineclubes que atribui o Prémio D. Quijote e o Público que atribui o Prémio do Público Chama Amarela.

Júri Imprensa

  • Daniel Catalão

    Daniel CatalãoRTP

    Daniel Catalão é Jornalista e Apresentador da RTP. Especializou-se em novas tecnologias e internet. É professor de Computação Multimédia e Interactividade na Universidade Lusófona do Porto.

  • Mário Martins

    Mário MartinsIndependente

    É atualmente Assessor de Comunicação. Foi Jornalista durante 40 anos, em exclusividade durante 22 anos. Lecionou durante 13 anos, no Ensino Primário, na Educação de Adultos e no Ensino Superior.

  • Joana Emídio Marques

    Joana Emídio MarquesObservador

    Jornalista de Cultura e Lifestyle do jornal Observador. Foi jornalista no Diário de Notícias e na revista Notícias Magazine. É mestre em Jornalismo e Cultura Contemporânea, pela FCSH.


Júri IFFS

  • Katherine Sellar

    Katherine SellarCinema For All

    É curadora da Cinema For All desde 2011, assumindo o papel de presidente entre 2014 e 2016. A Cinema For All apoia a organização nacional do Reino Unido para o Cinema, liderado pela comunidade: cinemas comunitários, clubes de cinema e sociedades.

  • Ricardo Boléo

    Ricardo BoléoDramaturgo

    É Mestre em Teatro – especialização em Artes Performativas – Escritas de Cena pela Escola Superior de Teatro e Cinema (2013), Licenciado em Estudos Artísticos pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (2011) e frequentou as Faculdades de Comunicação, História e Letras assim como a Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia, Brasil (2009/2010).

  • Sebastiano Caroni

    Sebastiano CaroniBellinzona Film Society

    É Mestre em Ciências Sociais (2003) e Mestre em Ciências Humanas (2006). Em 2013, tirou o Doutoramento em Estudos Interculturais na University College London.

    Nos últimos três anos, tem estado envolvido no Ensino Secundário e numa variedade de atividades de pesquisa na área das Humanidades.


Paralelamente à Selecção Caminhos, o Festival apresenta a secção competitiva Selecção Ensaios onde o cinema produzido no contexto académico e de formação nos permitirá desvendar o futuro do cinema nacional, bem como ter uma visão comparada entre as academias nacionais e internacionais.

Júri Selecção Ensaios

  • Pedro Lopes

    Pedro LopesArgumentista / Docente

    Pedro Lopes. Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Mestre em Comunicação, Cinema e Televisão, e doutorando em Ciências da Comunicação pela Universidade Católica de Lisboa. Desde 2007 exerce funções como Director de Conteúdos da produtora SP Televisão. Professor no Mestrado de Audiovisual e Multimédia e na pós-graduação em Storytelling, da Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa e no Mestrado de Comunicação, Televisão e Cinema, da Universidade Católica de Lisboa. Ainda no âmbito académico é Investigador do Centro de Estudos de Comunicação e Cultura, da Universidade Católica de Lisboa, e vice-coordenador da equipa portuguesa do Observatório Ibero-Americano da Ficção Televisiva. Em 2011 venceu o prémio especial do júri com a série Cidade Despida, no International Festival of Detective Films And Television Programs, em Moscovo, e um Emmy na categoria de Melhor Telenovela Internacional com Laços de Sangue, atribuído pela Academy of Television Arts & Sciences. Em 2013 foi nomeado para os prémios Sophia, da Academia Portuguesa de Cinema, na categoria de melhor argumento original com a longa-metragem Assim Assim. Em 2016 venceu com Coração d’Ouro a medalha de ouro de melhor telenovela internacional no New York Festival’s World’s Best TV & Films.

  • Francisco Moura Relvas

    Francisco Moura RelvasRealizador

    Realizador, Produtor, Argumentista e Editor, é Licenciado em Som e Imagem - vertente de Vídeo (2008) pela Universidade Católica Portuguesa e concluiu o Mestrado em Som e Imagem - especialização em Televisão e Argumento (2010) na mesma instituição.

  • Tomás Gamboa

    Tomás GamboaProdutor

    É Designer de Som, Produtor de Música e Compositor na SAE Barcelona. Tem uma Pós-Graduação em Inovação de Produto - ME310 Stanford pela Fábrica de Design do Porto e é Licenciado em Som e Imagem pela Universidade Católica do Porto.

  • Lídia Muñoz

    Lídia MuñozAtriz

    Tem o curso de Interpretação da Escola Profissional de Teatro de Cascais e a Licenciatura em Teatro – Ramo Atores pela Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa. Foi assistente de encenação de Diogo Infante, em O Ano do Pensamento Mágico, e de Marta Dias, em Vénus de Vison.

  • Cleia Almeida

    Cleia AlmeidaAtriz

    Atriz portuguesa e brasileira formada pela Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa e pela Real Escuela Superior de Arte Dramático de Madrid. Apaixonada pelo que faz, aos 15 anos fez a sua primeira curta-metragem com o realizador conimbricence António Ferreira e aos 17 anos saiu de Coimbra para estudar teatro.

  • Jorge António

    Jorge AntónioProdutor

    Divide a sua vida particular e profissional entre Portugal e Angola. Cedo se dedicou ao cinema, desenvolvendo uma atividade cineclubista e realizando filmes amadores em Super 8. Formado pela Escola Superior de Teatro e Cinema, especializou-se na área de Produção, em 1988.


O Caminhos Film Festival realiza-se entre os dias 19 e 26 de Novembro, como habitualmente no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra e pela primeira vez apresenta-se por novos caminhos, e leva o melhor cinema português à cidade de Leiria.

Related Posts