Correcção de cor


Resumo

Numa componente maioritariamente pratica será pretendido que os formandos adquiram os conhecimentos base de um processo de color gradding, para que adquiram a sensibilidade sobre a importância da cor, assim como a importância da cor/luz/sombra como condutor visual e sensorial de uma história.

Objectivos a atingir

Aprofundar os saberes essencialmente práticos sobre a base de um processo de color gradding bem como a importância da cor/luz/sombra como condutor visual e sensorial.

Plano de Sessão

 

- O processo de correcção de cor e as diversas fases.

- Formatos Vídeo e diferenças técnicas de diversas câmaras e sua implicação na correcção de côr.

- A Côr e o seu poder dramático

- Correcção de cor (Color Gradding) da curta-metragem produzida.

Material Necessário

Computador com Davinci Resolve.

Local

A definir

Data e Horário

16 de Dezembro
9:00 — 18:00
8 horas

Inscrições

60€ estudantes / 80€ público geral
10% desconto para associados
Lotação máxima de 20 formandos

Inscrever
Manuel Pinto Barros

Manuel Pinto BarrosDirector de Fotografia

Manuel Pinto Barros, licenciado em Cine-Video pela Esc. Superior Artística do Porto (Esap), em 2008. Após a conclusão dos seus estudos, integrou diversos projectos como Director de Fotografia, passando por publicidades, curtas-metragens e videoclips. Em cada filme procura incutir um estilo estético único, utilizando variadas técnicas sempre em articulado com as especificidades de cada produção, que o levaram a trabalhar algumas das mais importantes marcas do mercado Português entre as quais, F.C.Porto, Sonae/Continente, Mcdonalds ou TAP. Em 2014 finalizou as curtas-metragens “Bicicleta” e “Amélia & Duarte”. “Bicicleta”, realizado por Luís Vieira Campos, venceu o Prémio TAP (Curtas Vila do Conde 2014 ) e Melhor Curta-metragem no Caminhos do Cinema Português. “Amélia & Duarte”, animação realizada por Mónica Santos e Alice Guimarães, teve estreia Nacional no Curtas Vila do Conde 2015, tendo vencido o Prémio do Publico SPA e o Prémio Canal+, foi ainda seleccionada para mais de 100 festivais internacionais, tendo sido considerada pela direcção do Festival de Annecy uma das melhores obras a concurso no festival de Annecy 2015. Em 2015 terminou a curta-metragem "Longe" de José Oliveira, que estreou no Festival de Locarno de 2016. Em 2016 foi responsavel pela direcção de fotografia de segunda unidade da série "Vidago Palace", a primeira co-produção entre a RTP e TVGalicia, uma produção HOP! e Portocabo. Para além de diversos projectos de publicidade, encontra-se a finalizar a animação "Entre Sombras" de Alice Guimarães e Mónica Santos, a curta-metragem "Inverno" de Pedro Magano e "O Sapato" de Luís Vieira Campos.