Ricardo Pugschitz de Oliveira

Ricardo Pugschitz de Oliveira

Nasceu em Cascais em 1977. Começou desde logo, aos dois anos de idade, a participar em filmes de publicidade institucional que lhe incutiram a vontade de não mais se separar do mundo das câmaras e das luzes. Foi com a oferta da sua primeira câmara de fotografar Canon AE-1 que descobriu a manipulação da câmara e o efeito disso na retenção de imagens, que iam para além disso e induziam interpretações e emoções. E percebeu que, acima de tudo, era o cinema e a câmara que lhe interessavam. O enquadramento, a iluminação, o que se quer dizer através da composição, são o universo que o atrai e desafia a compreendê-lo, replicá-lo e, se assim o conseguir, contribuir para a sua inovação.

Em 1996 recebe um con­vite do rea­li­za­dor José Car­los de Oli­veira para inte­grar a equipa de pro­du­ção da longa-metra­gem INÊS DE PORTUGAL, e dá aí os pri­mei­ros pas­sos na rea­li­dade da fei­tura cine­ma­to­grá­fica e da apren­di­za­gem do que por detrás da câmara suporta a sua con­cre­ti­za­ção. E con­firma não só que é aquele o cami­nho que acima de outros lhe inte­ressa, como tam­bém o muito que terá que aprender.É 1º Assis­tente de ima­gem nas series de cinema para tele­vi­são, O DRAGÃO DE FUMO e O CRIME de José Car­los de Oli­veira em 19982001, res­pec­ti­va­mente.

Em 2002, com o mesmo rea­li­za­dor, é 1º assis­tente de ima­gem na longa-metra­gem PRETOBRANCO, e em 2004 na longa-metra­gem UM RIO.

Em 2003 recebe o seu mais impor­tante desa­fio. Ser sócio da pro­du­tora Mar­gi­nal­fil­mes em con­junto com o rea­li­za­dor José Car­los de Oli­veira. É aqui que se dá o ponto de vira­gem ainda que até 2006 tenha man­tido a fun­ção de 1º assis­tente de ima­gem e foquista em várias publi­ci­da­des e cur­tas-metra­gens de outras pro­du­to­ras. Mas é, de facto, em 2007 que a mudança se torna rea­li­dade e, com o conhe­ci­mento e expe­ri­ên­cia que obteve no ter­reno, decide apro­fun­dar a área para a qual tinha sido desa­fi­ado. Che­gar a pro­du­tor e fazer equipa com o rea­li­za­dor res­pon­sá­vel pela des­co­berta do seu cami­nho pro­fis­si­o­nal.

Hoje, e embora con­si­dere que a expe­ri­ên­cia adqui­rida é o prin­cí­pio do muito que ainda terá a des­co­brir, conta já no seu cur­rí­culo com a pro­du­ção exe­cu­tiva das seguin­tes pro­du­ções de Longa-Metra­gem e séries de docu­men­tá­rios de José Car­los de Oli­veira:
QUERO SER UMA ESTRELA (Longa-Metra­gem)
NO DIA EM QUE… (6 epi­só­dios, 20072009)
HERÓIS OLIMPICOS (2 epi­só­dios, 2011)
PONTE ATLANTICO (2 epi­só­dios, 2013)
ARTE DE IRGUERRA MUNDIAL (2 epi­só­dios, 2014)

Além da pro­du­ção exe­cu­tiva, desde 2007 que é o 1º assis­tente de rea­li­za­ção e edi­tor de todas as pro­du­ções refe­ri­das. D.W. Grif­fith, Ser­gei M. Eisens­tein, John Ford, Alfred Hit­ch­cock, Stan­ley Kubrick, Ridley Scott e Ste­ven Soder­bergh são alguns dos mes­tres que mais o ins­pi­ram para a com­pre­en­são do que é a cons­tru­ção cine­ma­to­grá­fica. Repre­senta a Mar­gi­nal­fil­mes na Asso­ci­a­ção de Pro­du­to­res de Cinema e Audi­o­vi­sual.